Vale do Chafariz Selection Tinto

Podia ser o típico vinho tinto alentejano, mas a sua frescura e as suas notas balsâmicas não o permitem. Um vinho fora da caixa, feito a partir de um blend de castas bastante utilizadas no Alentejo – Touriga Nacional, Syrah, Cabernet Sauvignon e Alicante Bouschet.

Acompanha bem qualquer típico prato alentejano, seja ele de carne ou de peixe. Experimente acompanhar este vinho com um ensopado de borrego, onde os temperos e condimentos sãos reis.

Vale do Chafariz Selection Branco

Um vinho composto por uma trilogia de castas tipicamente utilizadas em Portugal – Arinto, Antão Vaz e Verdelho, que estagiaram em madeira e deram origem a um vinho extraordinário.

O Vale do Chafariz Selection Branco apresenta um aroma leve de fruta tropical e de polpa branca. O seu corpo médio e redondo é complementado pela sua boa acidez que equilibra a doçura do fruto. Culmina num final de boca bastante gastronómico e untuoso.

A companhia ideal para um belo risoto e cogumelos e trufas onde a sua frescura frutada vai equilibrar e fazer frente ao umami dos cogumelos. Em alternativa pode sempre optar por acompanhar este vinho com uma bela refeição de sushi onde o peixe é rei e pede um vinho igualmente delicado e frutado.

Vale do Chafariz Tinto

Um vinho tinto tipicamente alentejano onde o Alicante Bouschet lhe confere uma cor profunda e intensa, a Trincadeira um aroma floral e boas condições de envelhecimento em garrafa. Já o Aragonez é responsável pelo sua elegância e robustez.

Um vinho que nos pode acompanhar no dia a dia, em especial nos dias mais difíceis, com pratos ligeiros de carne ou de peixe.

Vale do Chafariz Branco

O Vale do Chafariz Branco é um vinho que tem na sua origem duas castas, Moscatel e Ugni Blanc, que produzem vinhos bastante frutados e frescos.

Um vinho simples e refrescante para todos os dias, onde predominam os aromas varietais das uvas que lhe dão origem. Podemos encontrar notas de frutos tropicais e de polpa branca, que juntamente com a sua acidez e estrutura de boca, tornam este vinho irresistível.

Experimente degustar este vinho como aperitivo, acompanhado de pratos leves como grelhados de peixe ou carne ou simplesmente numa esplanada com amigos.

Ajuda Premium

Retinto e profundo na cor, este vinho mostra-nos o que o Alentejo tem de melhor para oferecer.

As melhores uvas foram delicadamente colhidas e selecionadas para dar origem a um vinho premium, onde os aromas com frutas negras se sobrepõem à notas tostadas, que tiveram origem no seu estágio em madeira. Com taninos “mastigáveis” e de álcool generoso, este vinho culmina num fim de boca longo e picante.

Um vinho ousado com oeste pede saberes igualmente intensos. Por esta razão, acompanhe este vinho com pratos marcantes como vitela ou cordeiro grelhado. Caso queira combinar com queijos deve investir em um grana padano, pecorino ou um gouda defumado. Vai igualmente bem com o umami dos cogumelos Portobello, Shitake ou Trufas Negras.

Ajuda Reserva Tinto

Da junção de duas castas de origem francesa – Petit Verdot e Alicante Bouschet, nasce uma raridade alentejana.

De cor quase negra, volume e estrutura, graças à presença do Alicante Bouschet e de aroma marcante de fruta madura com toques florais, graças à presença do Petit Verdot. Este vinho surpreende com a sua frescura, graças à localização das vinhas que lhe dão origem. O seu estágio em madeira acrescentou outra dimensão a um vinho já extraordinário, tornando-o sedutor, complexo e enigmático.

O vinho ideal para acompanhar os melhores pratos de gastronomia tradicional alentejana, onde o tempero é rei ou para acompanhar pratos com carnes de caça, onde a complexidade de especiarias manda.

Ajuda Reserva Branco

Da junção de duas castas muito comuns no Alentejo, nasce um reserva alentejano que de comum não tem nada.

A sua fermentação e estágio em barrica durante 5 meses, atribuiu-lhe complexidade aromática e untuosidade, sem mascarar a sua personalidade. Os seus aromas remetem para frutos de polpa amarela como a ameixa e a alperce.

Pode apreciar ao máximo estes aromas e sabores alentejanos juntamente com pratos asiáticos onde os temperos arrojados e especiados são reis. Ou com uma bela tábua de queijos, onde a untuosidade deste vinho vai encaixar na perfeição.