Skip to content

Como harmonizar vinhos e queijos

10 de Maio, 2022

Nem todos somos exímios sommeliers, e na hora de escolher um vinho para beber ou para sugerir a um cliente, é sempre bom termos as nossas cábulas.

Se há algo que combina na perfeição, seja verão ou inverno, é vinho com queijo. Apresentamos algumas sugestões de harmonizações para que possa saborear esses momentos em toda a sua plenitude.

Queijos Frescos (Chévre, Mozzarela, queijo de cabra) – Vinhos brancos e leves. Castas como Chardonnay, Alvarinho e Sauvignon Blanc.

Queijos de pasta semidura (Gouda ou Emmental) – Vinhos brancos aromáticos e jovens, rosé bastante frutado (Pinot Noir) ou tintos leves (Merlot).

Queijos intensos (Roquefort, Silton ou Gorgonzola) – vinhos envelhecidos como Vinhos Madeira ou os Vinhos do Porto. Quanto mais envelhecido for o vinho mais intenso pode, e deve, ser o queijo.

Queijos de pasta dura (Parmesão ou Manchego) – bons vinhos tintos. Estes queijos geralmente estão associados a processos de cura mais prolongados. Com o prolongar deste processo, os queijos vão diminuindo o seu teor em água, tornando-se mais concentrados, ricos e intensos. Essa concentração de sabores associa-se na perfeição com os vinhos tintos, como é o caso das castas Cabernet Sauvignon e Syrah.

Queijo de S. Jorge – Vinho branco aromático, com alguma acidez e frescura, ou com um vinho do porto, seja ele branco ou tawny.

Queijo da Serra da Estrela – Vinho com mais estrutura, para fazer frente ao seu teor de gordura, como um Vinho Madeira ou um Vinho do Porto.

Queijo de Azeitão de pasta semi-mole e com um toque picante e untuoso – vinhos brancos jovens e frescos ou um bom espumante.

Bem-vindo à PMC Wine & Food!

Tem idade legal para consumir bebidas alcoólicas?

Pela sua saúde, beba com moderação.