Foral D´Óbidos Chardonnay

Há um ditado que diz: “ A Chardonnay é a uva mais tinta das brancas”, e este vinho não foge a essa expressão. Os vinhos desta casta são encorpados e de textura cremosa, é uma uva que confere aos seus vinhos um elevado potencial de envelhecimento.

Vivaz, frutado, redondo e leve. Difícil de encontrar no mercado, este Chardonnay rivaliza, no entanto, com muitos grandes vinhos brancos franceses. Vai ser o seu aliado e companheiro sempre que desfrutar de um boa tábua de queijos nacionais ou de um belo peixe grelhado acompanhado de uma salada típica portuguesa de tomate e pimentos assados.

Foral D’Óbidos Viognier

A casta viognier confere aos vinhos aromas florais exuberantes tais como, acácia, violeta e mel. Assim como aromas frutados onde sobressaem o pêssego e a alperce. Apesar de ser baixa em acidez, apresenta um teor em açucares elevado e, consequentemente, os vinhos a que dá origem apresentam um grau alcoólico elevado. Regra geral é utilizada em vinhos de lote, juntamente com castas mais ácidas e menos aromáticas.

O Foral D’Óbidos Viognier é um vinho sedoso, com bom volume que está em equilíbrio com a sua acidez, firme e elegante.

Um vinho persistente que acompanha bem frutos do mar ou queijos suaves como é o caso do brie. Pode sempre juntar este vinho a pratos asiáticos, onde a sua acidez vai sobressair e harmonizar com o gengibre e outras especiarias características desta gastronomia.

Foral D’Óbidos Chardonnay & Viognier

Este clássico e intemporal blend de castas confere aos seus vinhos um perfil charmoso e internacional. São castas que originam brancos encorpados e bastante aromáticos.

Um vinho Amarelo Cítrico, com notas florais e fruta madura, aliadas a aromas terciários de baunilha e mel e das prestigiadas castas Viognier e Chardonnay, destaca-se pela sua textura rica, bastante cremosa e redonda, a sobressair as notas de alperce.

Procure alimentos com especiarias marroquinas ou tunisinas (como açafrão, açafrão, gengibre, páprica), raízes vegetais como cenoura, inhame e nabo, frutas (damasco e laranja) e proteínas de peso médio focadas em umami (incluindo manteiga escalfada camarão ou lagosta, peixes de rio, costeletas de porco, etc).

Quinta da Firmidão

Quinta da Firmidão

Uma Quinta de tradição

Foi fundada em 2000, mas as suas origens já remontam ao século XIX, com o patriarca da família Carvalho.

Tradicionalmente uma família de agricultores, não levou muito tempo até se dedicarem à cultura da vinha.

Ao longo das gerações, têm vindo a aperfeiçoar a sua perícia, e a prova disso são os excelentes vinhos que são produzidos com as castas desta quinta