Foral D’Óbidos Chardonnay & Viognier

Este clássico e intemporal blend de castas confere aos seus vinhos um perfil charmoso e internacional. São castas que originam brancos encorpados e bastante aromáticos.

Um vinho Amarelo Cítrico, com notas florais e fruta madura, aliadas a aromas terciários de baunilha e mel e das prestigiadas castas Viognier e Chardonnay, destaca-se pela sua textura rica, bastante cremosa e redonda, a sobressair as notas de alperce.

Procure alimentos com especiarias marroquinas ou tunisinas (como açafrão, açafrão, gengibre, páprica), raízes vegetais como cenoura, inhame e nabo, frutas (damasco e laranja) e proteínas de peso médio focadas em umami (incluindo manteiga escalfada camarão ou lagosta, peixes de rio, costeletas de porco, etc).

Foral D’Óbidos Viognier

A casta viognier confere aos vinhos aromas florais exuberantes tais como, acácia, violeta e mel. Assim como aromas frutados onde sobressaem o pêssego e a alperce. Apesar de ser baixa em acidez, apresenta um teor em açucares elevado e, consequentemente, os vinhos a que dá origem apresentam um grau alcoólico elevado. Regra geral é utilizada em vinhos de lote, juntamente com castas mais ácidas e menos aromáticas.

O Foral D’Óbidos Viognier é um vinho sedoso, com bom volume que está em equilíbrio com a sua acidez, firme e elegante.

Um vinho persistente que acompanha bem frutos do mar ou queijos suaves como é o caso do brie. Pode sempre juntar este vinho a pratos asiáticos, onde a sua acidez vai sobressair e harmonizar com o gengibre e outras especiarias características desta gastronomia.

Foral D’Óbidos Chardonnay

Há um ditado que diz: “ A Chardonnay é a uva mais tinta das brancas”, e este vinho não foge a essa expressão. Os vinhos desta casta são encorpados e de textura cremosa, é uma uva que confere aos seus vinhos um elevado potencial de envelhecimento.

Vivaz, frutado, redondo e leve. Difícil de encontrar no mercado, este Chardonnay rivaliza, no entanto, com muitos grandes vinhos brancos franceses. Vai ser o seu aliado e companheiro sempre que desfrutar de um boa tábua de queijos nacionais ou de um belo peixe grelhado acompanhado de uma salada típica portuguesa de tomate e pimentos assados.